Olheiras

As olheiras são uma queixa frequente no consultório do dermatologista. Elas conferem um ar de cansaço e envelhecimento ao paciente.

 

Podem ser classificadas em 3 tipos:

 

  • Olheiras acastanhadas: são decorrentes do maior acúmulo de melanina ou hemossiderina (pigmento gerado a partir das hemácias do sangue). As principais causas desse tipo de olheira são: genética, alergia (como rinite alérgica, pois o ato de coçar gera inflamação da pele com posterior pigmentação da pele no local) e exposição solar.

  • Olheiras arroxeadas: tem origem na dilatação dos vasos sanguíneos que circulam no local, uma vez que a pele da pálpebra é final e transparente, permitindo a visualização dos vasos sanguíneos locais. Esse tipo de olheira também tem tendência genética, mas pode ser agravada por privação de sono e situações que promovem retenção de liquido (gravidez, menstruação, ingesta excessiva de álcool)

  • Olheiras profundas: são decorrentes da formação de um sulco entre a olheira e o início das bochechas, e essa depressão gera uma sombra no local, conferindo aspecto de escurecimento. Neste caso, a causa principal é o envelhecimento.

 

Com o tratamento adequado, é possível melhorar o aspecto das olheiras.

Os principais tratamento são:

  • cremes de uso domiciliar: ação despigmentante, descongestionante, além de estimular a produção de colágeno

  • peelings químicos: ação despigmentante mais intensa que os cremes de uso domiciliar

  • laser: com o objetivo de diminuir a quantidade de melanina e melhorar os vasos e circulação

  • preenchimento com ácido hialurônico para tratamento das olheiras profundas.

Cada caso deve ser avaliado por um médico dermatologista para que o melhor tratamento possa ser indicado.

Rua Estevan Peres Bomediano nº 45, Jardim Paulista

Presidente Prudente - SP

  • Instagram - Cinza Círculo
  • Facebook - círculo cinza

(18) 3222-0289

 3222-0911

Whatsapp 99810-7625

©  2018 - Dra. Ana Caroline Barreto Antunes 

Este site segue as normas do Código de Ética Médica do Conselho Federal de Medicina